Mobile Brain

Mobile Brain

Pode usar para rolar as teclas e

28 de abril de 2015

teletrabalho_fb

Como prosperar profissional e financeiramente quando a maior parte do nosso tempo livre que poderíamos investir na nossa formação é gasta no transito indo ou voltando do trabalho?

Como podemos prosperar em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo e dependente do conhecimento das novas tecnologias?

Como podemos minimizar os danos do estresse causado pelo transito e a correria do dia a dia nas grandes cidades?

Para o sociólogo italiano Domenico de Masi, a saída está no teletrabalho, ou trabalho a distância, onde o trabalhador que lida com informação usa o celular, o computador e a internet para realizar suas tarefas, a qualquer hora, em qualquer lugar.

Com duas cidades brasileiras entre as 10 com pior trânsito no mundo (Rio de Janeiro em 3o e São paulo em 7o lugar), a adoção do teletrabalho pelas empresas e pelos empreendedores é mais do que um luxo: é uma necessidade!

A Mobile Brain trouxe para o Brasil, na plataforma da Edumobi, o curso ‘Teletrabalho’ de Domenico de Masi.

São 7 aulas divididas em 3 temas, que vão mostrar ao público que o teletrabalho é uma realidade, no Brasil e no mundo, discutir as vantagens de teletrabalhar, dar argumentos para usar com o empregador e apresentar oportunidades para aumentar a renda e ganhar mais tempo livre com trabalho na internet.

Mais Tempo:
1ª Eu quero passar menos tempo no trânsito, no carro, no escritório
2ª Eu quero mais tempo para mim, com minha família e amigos
3ª Eu quero mais dinheiro

Mais Dinheiro:
4ª Eu quero ser mais eficiente no trabalho
5ª O Brasil tem teletrabalho

Melhor Trabalho:
6ª Eu quero um teletrabalho
7ª Eu vou ter um teletrabalho na Internet

Faça sua inscrição agora!

Mobile Brain se apresenta na CONTEC Brasil na Bienal do Livro

7 de setembro de 2013

Em evento paralelo à Bienal do Livro do Rio de Janeiro, a CONTEC, a Mobile Brain apresentou projetos correntes e futuros voltados à leitura e à escrita. Organizada pela Feira do Livro de Frankfurt, a maior e mais antiga do mundo, a CONTEC versa sobre tecnologia e educação, em especial sobre habilidades de escrita e leitura. A Mobile Brain co-patrocinou o evento, que contou com várias palestras e mesas redondas.

 

Na CONTEC a Mobile Brain apresentou um App de escrita que está em desenvolvimento, a ser lançado na Feira do Livro de Frankfurt esse ano. O App está sendo produzido em parceria com a Kongros e a Samsung. Com o App ficará mais fácil e divertido escrever desde um email para seu chefe até uma história de amor. Inicialmente o App estará disponível para usuários de smartphones Samsung.

Mobile Brain firma parceria com a Plansis em projetos de educação corporativa

3 de setembro de 2013

No dia 6 de agosto de 2013 a parceria entre a Mobile Brain e a Plansis, empresa mineira especializada em TI para empresas, foi apresentada a convidados em evento no Hotel Caesar Park, no Rio de Janeiro. A Plansis tem mais de 25 anos de mercado, especialmente de projetos colaborativos e de gestão de conteúdo em empresas. Além de clientes em Minas Gerais e Santa Catarina, a Plansis busca agora o mercado do Rio de Janeiro e de projetos mobile com a Mobile Brain. A Mobile Brain alia-se à Plansis para ampliar sua clientela e valer-se de produtos IBM (licensiados pela Plansis) em seus projetos.

Isabella Sacramento é a nova parceira da Mobile Brain para conteúdo empresarial

28 de julho de 2013

“Comunicação não é o que a gente fala, é o que os outros entendem!”

A frase do papa do marketing, o escocês David Ogilvy, mostra a importância de aprendermos a transmitir com clareza nossas idéias. Uma demanda ainda mais importante no ambiente de trabalho.

Pensando nisso, a Mobile Brain criou o cursos ‘Comunique-se’, no ar desde Abril pela Edumobi, e não parou por ai. Fechamos uma parceria com a professora Isabella Sacramento, mestre em Administração de Empresas pela COPPEAD/UFRJ e doutora em Negócios Internacionais, com extensão em Comunicação pela École Supériéure de Rouen (França); para preparar o curso de ‘Negociação’, com lançamento previsto para Agosto de 2013.

A ampla experiência da professora na área de marketing em empresas multinacionais vai ajudar os nossos alunos a progredir no ambiente empresarial, comercial e, porque não dizer, em todos os outros aspectos da vida.

Afinal, somos seres sociais e a comunicação é nossa principal ferramenta interação.

Domenico De Masi assina com a Mobile Brain para distribuir conteúdo de tele-trabalho

22 de julho de 2013

Na semana passada estivemos em Roma para a assinatura do contrato com o sociólogo italiano Domenico De Masi, para a distribuição do seu conteúdo de tele-trabalho em cursos em dispositivos móveis.

Autor de livros como ‘O ócio criativo’, ‘Criatividade’ e ‘O Futuro do trabalho’, De Masi é uma referência no estudo da sociedade pós-industrial em que vivemos.

Com a dificuldade de mobilidade nas grandes cidades e a demanda cada dia maior por mão de obra qualificada, estudar e trabalhar sem sair de casa está se tornando uma realidade para milhões e milhões de brasileiros. Com os cursos de tele-trabalho você vai saber como estrutura a sua empresa para ter tele-trabalhadores, como organizar seu tempo e espaço para trabalhar de casa e o que fazer para que o seu primeiro trabalho seja um tele-trabalho.  

Brasil escorrega no PISA

9 de maio de 2013

O PISA é um teste da OECD que avalia jovens de 15 anos independentemente da série em vários países do mundo. Cada edição tem um foco: leitura, ciências, matemática. No último relatório publicado, o de 2009, o Brasil mais uma vez mostrou um desempenho pífio comparado a outros países menos abastados. Naquele ano foram avaliadas principalmente habilidades de leitura e interpretação de textos, sendo os níveis dessas habilidades conjuntamente numerados de 1 a 6.

Mais da metade dos nossos jovens está abaixo do nível 2 e muito poucos atingem os níveis 5 e 6. Isso significa que esses jovens não atendem a requisitos mínimos de compreensão da linguagem escrita e não são capazes de raciocinar e fazer inferências a partir desses textos. Ou seja, embora capazes de decodificar as letras e ver que palavras estão escritas, eles não exercem funções cognitivas mais complexas, sem as quais se tornam essencialmente analfabetos funcionais.

Numa versão anterior, quando o foco foi ciências, outro diagnóstico preocupante foi gerado. Assim como Luria e seus camponeses pós-revolução na Rússia, nossos alunos não são capazes de realizar raciocínio lógico. Nesse trabalho, Luria mostrou que os analfabetos (ou os analfabetos funcionais) não conseguiam fazer inferências lógicas, apenas as baseadas em experiência própria. Por exemplo, se as seguintes afirmativas fossem oferecidas: “Os ursos polares habitam lugares muito frios” e  ”a Sibéria é um lugar muito frio” e em seguida fosse perguntado “pode haver ursos polares na Sibéria?”. A resposta dos analfabetos seria: “não sei, nunca estive na Sibéria”. Pois nossos alunos também só acertaram o que era natural e próximo do cotidiano deles, como uma pergunta sobre ferver a água para poder bebê-la.

O ponto é que o Brasil precisa de uma grande revolução na educação para que ela seja de qualidade e de grande alcance e escala. As mídias digitais podem contribuir nesse aspecto, certamente. Desde que os conteúdos sejam de qualidade e alinhados com iniciativas dentro da escola, incluindo melhora na formação e reconhecimento dos professores.

Mobile Brain no ‘Refletir Brasil’

23 de março de 2013 — 1 Comentário

A criatividade começava na forma original de resumir as mesas e palestras: dois ‘facilitadores’ faziam representações visuais dos conceitos mais importantes colocados pelos palestrantes, e esses cartazes iam depois para as paredes da Casa de Cultura de Paraty

Estivemos 3 dias em Paraty para discutir com Domenico de Masi e convidados sobre a Brasilidade no evento Refletir Brasil.

Idéias espetaculares como a ‘Imaginação exata’, do antropólogo italiano radicado no Brasil Massimo Canevacci, como modelo para aplicar o potencial criativo da alegria e senso de estético de forma ordenada e construtiva, para que as idéias resultem em melhora efetiva da qualidade de vida. O que já está sendo feito em tantos lugares do Brasil, através de modelos inovadores de Economia Criativa e Desenvolvimento Sustentável como mostrou Lala Deheinzelin. As opiniões contundentes do economista e escritor Ladislau Dowbor, que recriou os 10 mandamentos para termos um Brasil melhor e a noção de Brasiliano (em oposição a carga negativa do sentido original de explorador dado pelos portugueses a palavra Brasileiro) do administrador e blogueiro do “Artigos para Pensar” Stephen Kanitz.

No final, uma das conclusões, foi os brasileiro tem potencial para criar um novo modelo de mundo, mas precisa precisa saber ‘dosar’. É que os aspectos favoráveis da ‘brasilidade’, a alegria, a esperança, a sensualidade, a flexibilidade, são a fonte tanto da nossa criatividade e esperança, quanto da corrupção e da resignação. Como disse Paracelcius séculos atrás: “O que diferencia o veneno do remédio é a dose!”

Para isso o brasileiro, ou brasiliano, precisa encontrar seus referenciais de ética, que vão ajudar a determinar os limites para a nossa flexibilidade e a criação de um modelo de vida melhor.

A Mobile Brain acredita também que a identificação de limites é importantíssima para educar nas mídias móveis, porque ele ajuda o aluno a criar critério! E por isso este conceito está incorporado em todos os nossos produtos e soluções.

Comunique-se: curso da Mobile Brain na base de cursos da Edumobi

23 de março de 2013

Essa semana a Mobile Brain lançou o primeiro curso de conteúdo próprio para juntar-se aos demais cursos da Edumobi: Comunique-se. Esse curso, de duração de duas semanas, destina-se a pessoas interessadas em melhorar sua comunicabilidade, socialmente ou no trabalho. Partindo de expressões conhecidas, os 14 dias de aulas foram planejados de maneira envolvente e divertida, sempre procurando maximizar o aprendizado com o que sabemos sobre o cérebro.

Cursos Edumobi com forte presença na mídia

19 de março de 2013

A Edumobi, Rede de Ensino Móvel da Abril Educação, lançada recentemente em parceria com a Vivo, teve grande repercussão de mídia.

Uma forte campanha de marketing se seguiu ao lançamento e tem aumentado cada vez mais a visibilidade do serviço.

A Mobile Brain desenvolveu para a Edumobi a metodologia que viabilizou a conversão em escala de conteúdos prévios em cursos mobile.

Veja nesse vídeo promocional como funciona essa Rede de Ensino Móvel:

Está na praça o produto Edumobi realizado em parceria com a Mobile Brain

18 de março de 2013

Cursos via celular que incluem site móvel, portal de voz e SMS, todos integrados, num sistema altamente engajador? A Mobile Brain prestou consultoria na arquitetura e implementação dos cursos mobile da Edumobi, uma empresa da Abril Educação. Dia 16/03/13 esse produto foi lançado através de anúncios em diferentes mídias, como mostra a foto.

O conteúdo dos cursos foi formulado especificamente para o celular, levando em conta a linguagem e tamanho dos celulares. O usuário recebe SMS diários com perguntas a serem respondidas, valendo pontos que podem ser acumulados. Ou então, pode-se responder essas perguntas via site móvel, que ainda tem conteúdos para estudo. O portal de voz pode ser acessado também antes e depois das perguntas, com informações e dicas.